O que é a Azul seguros? Conheça!

Está procurando um seguro automotivo com um valor mais acessível? Já conhece a Azul seguros? Os preços dos seguros automotivos variam de acordo com o ano, modelo e critérios utilizados pelas seguradoras para definir o valor final do serviço, porém, a contratação do serviço pode não ser tão acessível para o cliente. A Azul seguro é uma das seguradoras que oferecem o serviço com um preço mais baixo e que possui diversos benefícios ao assegurado.

Conheça neste artigo o que é, como funciona e os tipos de coberturas da Azul seguros no caso do seguro popular.

Azul seguros

O que é Azul seguros?

A Azul seguros pertence ao grupo Porto Seguro desde o ano de 2004, oferecendo serviços no mercado de seguros automotivos e residenciais com produtos de qualidade e confiança.

Essa empresa possui a modalidade de seguros automotivos que podem ser até 30% mais baratos que o das outras seguradoras nacionais, que mencionaremos a seguir.

O seguro popular é uma modalidade da Azul seguro auto que pode ser até 30% mais barata que as seguradoras tradicionais. Em 2016 a Azul seguros foi regulamentada depois de uma revisão da Susep e se tornou uma das seguradoras principais por oferecer o serviço de seguro popular.

Inicialmente, a Azul seguros possui uma abrangência na região metropolitana do estado de São Paulo e capital, mas irá se expandir pelo País. O cliente pode parcelar o seguro em até dez parcelas fixas ou receber um desconto de 5% no pagamento à vista.

Como funciona o Azul seguro popular

Essa é uma modalidade que promete influenciar a diminuição do valor do seguro, proporcionando uma economia de até 30% em relação aos demais seguros comuns.

Para conseguir contratar o seguro popular da empresa Azul Seguros, o veículo precisa se enquadrar em algumas exigências:

Veículos com mais de 5 anos

Os veículos novos têm a garantia de fábrica e as peças não podem ser produzidas genericamente, ou seja, a Azul seguros oferece a cobertura apenas para os veículos com mais de 5 anos.

Carros populares

Para contratar o serviço da Azul seguros o veículo deve ser popular e valer no máximo R$60 mil, pois carros populares possuem peças menos difíceis de encontrar se comparar a carros de luxo.

Existem diversos fatores que podem deixar o preço do seguro popular Azul popular mais baixo, como exemplo, as peças de concerto, indenizações por perda total, coberturas e até oficinas. Confira a seguir.

Peças do conserto

As peças para concertos de veículos, utilizadas pela Azul seguros vêm de desmanches regularizados conforme a lei do desmanche ou peças genéricas. Ou seja, nos casos de conserto, as peças utilizadas são mais baratas que as originais, o que diminui o valor do seguro automotivo.

O assegurado pode ficar tranquilo referente as peças que serão utilizadas no veículo, pois em casos de peças usadas, a Azul seguros encaminha as peças para um controle de procedência com qualidade rigorosa, para garantir a segurança.

É importante mencionar que as peças de itens de segurança como freio, amortecedor, suspensão e pneus, só serão utilizadas se originais para evitar acidentes e garantir proteção aos assegurados.

Coberturas Azul Seguros popular

Algumas coberturas são reduzidas com a finalidade de garantir um valor acessível, porém, sem deixar a proteção principal de lado.

O seguro oferece a cobertura básica para os casos de colisão, com as opções de perda parcial ou total do veículo e não é tão compreensivo quanto o Azul seguro Auto, pois essa modalidade é a mais econômica.

A assistência está disponível 24 horas com serviços que ajudam o assegurado em casos de imprevistos, como exemplo, chaveiro, mecânico e outros, com até 100 quilômetros de guincho.

Indenização em caso de perda total

O seguro popular oferecido pela Azul seguros, diferentes dos tradicionais, oferece a indenização com o valor abaixo da tabela FIPE. Diante de situações como roubo, furto ou colisão em que ocorre a perda total de veículos, a indenização atinge de 80% a 90% o valor da tabela FIPE, ou seja, para um automóvel que vale 40 mil reais, o proprietário receberá entre 34 mil e 37 mil reais.

Oficinas

Um dos fatores que contribuem para um preço mais baixo de contratação da Azul Seguros é a opção das oficinas, já que no momento de ao contratar os serviços, o cliente pode escolher a oficina referenciada ou de livre escolha.

Se escolher oficina parceira, o assegurado permite que a Azul seguros negocie o valor dos reparos no veículo com a oficina. As oficinas parceiras têm um conhecimento maior com a utilização das peças usadas e genéricas.

Por mais que algumas coberturas sejam reduzidas pela Azul seguros, o seguro popular é benéfico ao assegurado, pois você e seu carro terá assistência de qualidade e proteção por um preço mais acessível.

Tabela FIPE: você sabe como utilizar?

A tabela Fipe é uma tabela criada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da USP e serve para informar aos motoristas o preço médio dos veículos, para que assim, seja possível ter ideia do valor de venda dos carros. Essa tabela é utilizada como base para as concessionárias de automóveis definirem o valor de mercado.

Outra parte que pode se beneficiar do uso da tabela Fipe é o consumidor comum, que pode verificar nessa tabela o valor médio dos carros e assim, ter conhecimento de quanto deve ou não pagar por um modelo específico. Essa é uma forma de garantir e gastar um preço justo pelos automóveis.

Que carros posso consultar na tabela Fipe?

A Fipe oferece ao usuário três opções, são elas: consulta de carros e utilitários pequenos, consulta de caminhões e micro-ônibus e consulta de motos. Por isso, os motoristas de todos os tipos de veículos têm a chance de conferir o valor médio de um modelo específico de veículos.

O que eu preciso saber para consultar o valor de um veículo?

Ao acessar a tabela Fipe, você encontrará três opções para pesquisar o valor médio dos veículos, são eles: selecionar a marca do veículo, logo na sequência é necessário selecionar o modelo do veículo e, por fim, será solicitado o ano modelo do veículo.

A Federação Instituto de Pesquisas Econômicas avisa aos consumidores que o ano que deve ser informado é o de modelo do veículo e não da fabricação. Com essas três informações exigidas, é possível acessar direto o valor médio do carro desejado.

tabela fipe consultar

Outra informação importante sobre a tabela Fipe é que ela é atualizada mensalmente. Por isso, antes de começar a sua pesquisa, o site oficial informa qual é o mês de referência que você está pesquisando. Dessa forma, os valores sempre se mantem atualizado, oferecendo aos motoristas a chance de acompanhar em tempo real a variação do mercado de automóveis.

As 5 principais vantagens do rastreador veicular

De acordo com dados do Ministério da Segurança Pública, cerca de um carro é roubado no país a cada minuto. Mas os motoristas podem não fazer parte dessa estatística, contando com equipamentos de alta tecnologia, que dão mais segurança ao veículo, como é o caso das vantagens do rastreador veicular.

O rastreador veicular, se você ainda não conhece, é um equipamento que conta com um sistema avançado de geolocalização. O aparelho deve ser instalado dentro do carro.

Uma das vantagens do rastreador veicular é que ele aponta a exata localização do veículo. Além de mostrar se o carro está em circulação e o exato trajeto que ele está cumprindo.

Normalmente, os rastreadores de veículos usam de duas tecnologias modernas:

  • GPS (Sistema de Posicionamento Global): o dispositivo, via satélite, recebe informações diversas sobre o carro.
  • GPRS (Serviços Gerais de Pacote): tecnologia que envia os sinais recolhidos pelos GPS a uma central. Isso é possível por meio de um pequeno chip, semelhante aos que usamos nos aparelhos de telefone celular atuais.

Há ainda rastreadores que funcionam por meio de Radiofrequência. Essa tecnologia capta os sinais emitidos por redes – que possibilitam uma grande cobertura sobre a localização do veículo.

Investir nas vantagens do rastreador veicular é garantir a sua segurança e a do seu veículo. Evita que você tenha prejuízos com roubos e furtos e dores de cabeça para solucionar a situação.

vantagens rastreador veicular

Confira as principais vantagens do rastreador veicular

  1. Altas taxas de recuperação do veículo

Talvez essa uma das maiores vantagens do rastreador veicular. Segundo dados dos fabricantes, a recuperação de veículos furtados ou roubados chega até 98%, aproximadamente.

Esse percentual de recuperação é extremamente alto. Isso se deve ao fato de o rastreador veicular, através de um sistema especial, fazer o bloqueio do funcionamento do carro.

Com isso, quem estiver dentro do automóvel é obrigado a abandoná-lo – já que o veículo simplesmente para de funcionar totalmente. O dono do automóvel, então, consegue saber exatamente o lugar em que seu carro foi abandonado.

  1. Garante a segurança de quem está dentro de um carro roubado ou furtado

Essa é mais uma das vantagens do rastreador veicular. Caso o carro seja roubado ou furtado com o motorista ou algum passageiro dentro do veículo, o sistema reconhece a presença das vítimas. A comunicação com a Polícia Militar torna-se, assim, muito mais rápida e ágil.

Em pouco tempo, a Polícia consegue localizar o veículo com as pessoas dentro dele. Porém, vale ressaltar que, para contar com esse serviço, a maioria das empresas de rastreadores cobram uma pequena mensalidade a parte, para dar esse tipo de assistência ao dono do carro, 24h por dia.

  1. Localização do veículo sem pagar taxas extras

Apenas com o rastreador básico de veículos já é possível contar com o serviço de localização do carro. O dispositivo já oferece esse tipo de informação ao dono do automóvel, sem a necessidade de pagar demais taxas.

Com isso, carros roubados ou furtados são localizados com maior facilidade, assertividade e rapidez. Caso você não tenha condições de pagar por serviços extras, esse já está incluso nos planos básicos dos rastreadores.

  1. Instalação fácil

Diversos modelos de rastreadores não precisam que você pague alguém para fazer a instalação do dispositivo no seu veículo. Isso mesmo. Eles acompanham um Manual de Instruções – que permite que você mesmo instale o seu rastreador veicular sem segredos e de forma rápida.

Normalmente, esses tipos mais básicos de rastreadores precisam de um chip de aparelho de telefone celular. Mas isso você obtém facilmente em algum estabelecimento que venda chips.

Hoje em dia é possível encontrar, até mesmo, vendedores que comercializam chips na rua, nas grandes cidades. Além disso, você não gastará mais do que R$ 15 reais para obter um chip de celular.

  1. Dá para monitorar os sons interiores do carro

Alguns modelos mais sofisticados de rastreadores permitem que o dono do carro escute os sons emitidos no interior do automóvel. Essa é mais uma das vantagens extras do rastreador de carros.

Você pode usar esse recurso, por exemplo, se tiver que deixar por um tempo, crianças ou animais de estimação dentro do carro, enquanto você sai para fazer algo rápido.

Preços de rastreador veicular

É possível encontrar no mercado modelos básicos de rastreador veicular com GPS por a partir de R$ 99. Vale a pena investir para garantir a sua segurança e do seu automóvel.

Rodovias mais perigosas do Brasil

Rodovia perigosas no Brasil é o que não falta – causando acidentes e nos casos mais graves, vítimas fatais. Nas rodovias mais perigosas do país soma-se as más condições das estradas a imprudência dos motoristas. Uma fórmula que faz com que os números de acidentes e óbitos sejam realmente preocupantes.

De acordo com dados da Polícia Rodoviária Federal, no ano de 201,7 foram registrados em rodovias de federais, mais de 89 mil acidentes graves. Desses acidentes, mais de 6 mil pessoas morreram e mais de 83 mil ficaram feridas.

Os números são menores do que os registrados em 2016. No entanto, a instituição ainda considera os dados de 2017 altos e que medidas como investimento de educação no trânsito seriam uma das soluções para reduzir esses índices.

rodovias mais perigosas

A Polícia Rodoviária Federal e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) realizaram um estudo e chegaram à conclusão de quais são as rodovias mais perigosas federais. A análise foi feita no ano de 2016 e levou em consideração a soma do número de acidentes, de pessoas feridas e de mortos.

As 10 rodovias mais perigosas do país

 

  1. Fernão Dias – BR-381. Betim, Minas Gerais

O trecho considerado mais perigoso da estrada vai do Km 490 ao Km 500. O número de acidentes registrado foi de 889. Houveram 237 feridos e 20 mortos.

 

  1. Régis Bittencourt – BR-116. Taboão da Serra, São Paulo

De acordo com o estudo houveram 612 acidentes, que causaram 18 mortos e deixaram 313 pessoas feridas. O trecho mais perigoso da rodovia fica entre os km 220 e 230.

 

  1. BR-101. Palhoça, Santa Catarina

A estrada catarinense também ficou, na pesquisa, entre as rodovias mais perigosas federais do país. O trecho que apresenta mais perigo vai do Km 210 ao Km 220.

No ano do estudo, em 2016, foram registrados 531 acidentes. Ainda foram contabilizadas 229 pessoas feridas e 14 mortas.

  1. Fernão Dias – BR-381. Betim, Minas Gerais

A estrada mineira aparece de novo entre as rodovias mais perigosas federias. Agora, a pesquisa levou em consideração o trecho que vai do Km 480 ao Km 490. Foram 999 acidentes, que deixaram 244 feridos e 12 mortos.

 

  1. BR-316. Marituba, Pará

A estrada paraense registrou 912 acidentes. Desses, 249 pessoas saíram feridas e 13 morreram. O trecho mais perigoso foi considerado o que vai do Km 0 ao Km 10.

 

  1. BR-262. Cariacica, Espírito Santo

A pesquisa revelou maior perigo entre o trecho do Km 0 ao Km 10. O local é via de entrada para a capital do estado, Vitória. Foram 780 acidentes, 291 feridos e 4 mortes.

 

  1. Rodovia Mário Covas – BR-101. Serra, Espírito Santo

Mais uma estrada do Espírito Santo entrou na pesquisa como uma das rodovias mais perigosas do país. O trecho que registrou mais problemas vai do Km 260 ao Km 270.

Ao todo, ocorreram, em 2016, 917 acidentes. Desses, 217 pessoas ficaram feridas e 11 morreram.

  1. Régis Bittencourt – BR-116. Taboão da Serra, São Paulo

Novamente a Régis Bittencourt configura na relação das rodovias mais perigosas federais. O treco de maior perigo é o que vai do Km 210 ao Km 220. Nessa extensão, aconteceram 549, deixando 246 pessoas feridas e 16 mortas.

 

  1. BR-222. Fortaleza, Ceará

A rodovia cearense fez, no ano da pesquisa, 281 feridos e 13 mortos. No total, foram 420 acidentes. O trecho mais perigoso vai do Km 0 ao Km 10.

 

  1. Transamazônica – BR-230. João Pessoa, Pernambuco

De acordo com a pesquisa sobre as rodovias mais perigosas federais do país, a Transamazônica registrou 456 acidentes. 277 pessoas ficaram feridas e 9 morreram.

Acidentes nas rodovias no feriado de 1º de maio, em 2018

Nas rodovias federais de todo o país, a Polícia Rodoviária Federal registrou, no último feriado, que foi em 1º de maio de 2018 (Dia do Trabalhador) 90 mortes. O número de mortos representa um aumento de cerca de 2% em relação ao mesmo feriado, no ano anterior.

Pegar estrada exige muita atenção e cuidado. Jamais ultrapasse o limite indicado e procure viajar com o carro em bom estado. Se você costuma viajar com frequência, vale a pena fazer um seguro auto e garantir aquela proteção extra contra imprevistos.