A importância de reciclar embalagens plásticas

Atualmente, o plástico é um dos materiais mais utilizados na sociedade e suas embalagens, quando devidamente descartadas e recicladas, promovem diversos benefícios à sociedade e natureza.

A reciclagem de embalagens de plástico se relaciona diretamente a fatores sociais, econômicos e ambientais.

Caso não saiba, reciclar nada mais é do que processar determinada matéria-prima, para transformá-la em outra e poder ser utilizada como um novo produto posteriormente. Ou seja, além de auxiliar o meio ambiente a reciclagem cria novas oportunidades econômicas impactando positivamente a sociedade.

Quer saber um pouco mais sobre sua importância? Então continue lendo esse post!

A importância da reciclagem

Como citado, a reciclagem de materiais é um processo de transformação na qual os resíduos se tornam a matéria-prima de um novo material. Com isso, é possível realizar sua reintrodução no ciclo produtivo ao reaproveitar aquilo que já não é mais útil e promover novos insumos a partir disso.

Todos os dias uma quantidade imensa de lixo é gerada e grande parte não é descartada da maneira correta, entupindo aterros e sobrecarregando as instalações de processamento de resíduos.

Sendo assim, a reciclagem deve ser vista como um setor básico e obrigatório, visto que, por meio dela é possível melhorar a qualidade de vida dos indivíduos e auxiliar o meio ambiente. Isso porque, quando a reciclagem é realizada o material deixa de ir para aterros ou até mesmo para a natureza, diminuindo a poluição de mares, rios, lagos, matas e solo.

A reciclagem do plástico

Alguns tipos de plástico podem ser reciclados mais de uma vez, contudo outros são mais difíceis devido a fatores técnicos e econômicos. No entanto, produtos de poliestireno, como garfos de plástico, caixas de discos compactos e caixas plásticas são recicláveis.

Alguns produtos de plástico recicláveis ​​comuns são embalagens de vinil, frascos de medicamentos feitos de polipropileno, copos de bebida descartáveis ​​de polietileno, garrafas de leite de polietileno, caixa plástica agrícola, normalmente produzida com polipropileno, etc.

Já no cotidiano, alguns exemplos de produtos feitos com plásticos reciclados incluem garrafas de xampu, cones de trânsito, pisos e funis de óleo.

Por isso, é importante entender que o plástico possui diversas possibilidades de transformação, mas para isso ele deve ser descartado corretamente pela sociedade para não prejudicar a natureza.

Como funciona o processo de reciclagem?

A reciclagem acontece em três etapas, a coleta e separação dos resíduos (sempre de acordo com o material), revalorização para que o material possa ser transformado em matéria-prima e por fim a transformação, na qual o material gera um novo produto.

Sendo assim, existem três formas de realizar a reciclagem do plástico em si:

  • Reciclagem mecânica: Aqui, os plásticos coletados se transformam em grânulos pequenos, que podem ser utilizados para produzir materiais diversos, como pisos, embalagens não alimentícias, mangueiras, sacos de lixo, etc.
  • Reciclagem química: Mais elaborado que o anterior, esse formato reprocessa o plástico para que ele se transforme em materiais petroquímicos básicos, servindo de matéria-prima para produzir materiais de alta qualidade, como tintas e papeis.
  • Reciclagem energética: Por meio da tecnologia, com a incineração o plástico é transformado em energia térmica e elétrica, pois aproveita o poder calorífico que ele possui. Nesse tipo de reciclagem o plástico ainda pode ser aproveitado como combustível.

Coleta seletiva

É importante lembrar que a reciclagem apenas é possível se a coleta seletiva for feita da maneira correta. Sendo assim, é necessário realizar a separação de cada tipo de material, como metal, plástico, vidro, etc.

Empresas e condomínios devem possuir os espaços adequados para que o descarte seja feito, pois assim a reciclagem pode ser realizada. Caso more em uma casa comum, procure a prefeitura de sua cidade para saber em quais dias da semana a coleta seletiva é feita em seu bairro.

Por fim, lembre-se de descartar as embalagens lavadas e sem resquícios de alimentos.

Embalagens plásticas podem ser transformadas em que?

O plástico pode ser transformado em diversos tipos de materiais, mas isso irá depender do tipo de resina adquirida por meio da reciclagem.

Veja alguns exemplos abaixo:

  • PET: fibras para carpete, tecidos, vassouras, embalagens de produtos de limpeza, etc.
  • PEAD: frascos para produtos de limpeza, óleo para motor, tubulações de esgoto, cones de tráfego, etc.
  • PVC: mangueiras, cabos, etc.
  • PEBD/PELBD: envelopes, filmes, sacos em geral, tubulações para irrigação, etc.
  • PP: Caixas e cabos para bateria de carro, vassouras, escovas, funil para óleo, caixas, bandejas.
  • PS: placas para isolamento térmico, acessório para escritório, bandejas, etc.
  • Outros: madeira plástica, reciclagem energética, etc.

Portanto, reciclar embalagens plásticas é uma solução extremamente sustentável, visto que irá ajudar o meio ambiente, gerando economia e promovendo bom retorno para a sociedade.

É muito importante ter consciência e saber que para a reciclagem ocorrer, o descarte deve ser feito da maneira correta.

Por isso, atente-se à coleta seletiva de sua cidade, entenda como ela é feita e contribua para um mundo melhor. Afinal, se cada um fizer sua parte os resultados serão extremamente positivos.

Gostou de mais uma das nossas dicas? Então não deixe de compartilha-lo em suas redes sociais!