IPVA: Saiba tudo sobre IPVA 2018

O IPVA é um imposto muito importante é que está presente na vida de muitas pessoas. Porém, quem é novo no seguinte de proprietários de veículos automotores, tem certas dificuldades para conseguir atuar dentro da lei, afinal, não conhece bem como funciona o procedimento necessário para que tudo seja feito da melhor forma possível.

IPVA Saiba tudo sobre IPVA 2018

Na intenção de ajudar essas pessoas, eu trouxe aqui nesse artigo, tudo o que você precisa saber para que o seu IPVA do ano de 2018 seja pago sem maiores preocupações.

O que é o IPVA?

Para quem não sabe, IPVA é a sigla para imposto sobre a propriedade de veículos automotores. É um imposto que deve ser pago somente por proprietários de veículos automotores, e é um recolhimento que acontece todo ano, ou seja, se você for cobrado uma segunda vez no ano, desconfie!

A alguns anos atrás existia a TRU, que era uma taxa cobrada para a preservação das rodovias do nosso país, porém, após terem criado o pedágio, essa taxa caiu por terra! Já não é mais necessário que você pague ela.

Como é calculado?

A secretária da fazenda de cada estado, tende a divulgar uma tabela com o valor venal do veículo que foi praticado até o mês de setembro conforme a localidade. Essa tabela, normalmente é divulgada por volta do mês de outubro.

Essa é uma tabela que foi criada para poder expressar basicamente o valor média de revenda dos veículos do país, e é a partir dela que você vai saber quanto será o valor do seu IPVA esse ano. O valor do IPVA é cobrado em cima do valor venal do veículo, mas, é importante lembrar que não existe uma porcentagem padrão.

Essa porcentagem, é um número que flutua dependo da secretária da fazenda do estado que o seu veículo está registrado. Portanto, para ter certeza de qual será o valor do seu IPVA, lembre-se de consultar o site da secretaria da fazenda do estado que o seu carro está registrado, para que você possa saber qual é a porcentagem cobrada.

Como realizar o pagamento?

Para realizar o pagamento do seu IPVA, existem três maneiras vigentes que são normalmente utilizadas pelas pessoas que são proprietárias de veículos automotores. Segue abaixo:

  • Pagamento à vista no mês de vencimento que se encontra a primeira parcela. É importante verificar se o seu estado disponibiliza esse desconto em questão;
  • À vista, porém, sem o desconto e no mês seguinte após o vencimento da parcela;
  • Parcelado em três meses que é determinado a partir do digita da placa do seu carro. Para que você possa solicitar o pagamento do imposto através de parcelas, é importante que você fique atento aos prazos que foram estabelecidos. Geralmente a solicitação deve ocorrer no primeiro mês do pagamento.

Mas, como eu disse anteriormente, não existe uma regra padrão! Para cada estado, existem algumas exceções ou regras que não são vigentes, então, procure saber como funciona o pagamento no estado que o seu carro foi registrado.

Fique atento aos golpes!

Sempre que você for retirar o seu boleto para pagamento, é muito importante verificar se os valores estão corretos, verifique também se os dados do seu veículo estão corretos pois, existem quadrilhas de criminosos que são especializadas em golpes do boleto do IPVA.

Aonde é utilizado o dinheiro arrecado com o IPVA?

De acordo com um estudo que foi realizado pelo DNIT, somente 13% das estradas que existem no nosso país são devidamente pavimentadas. Quem tem o costume de trefegar pelas estradas brasileiras, pode facilmente perceber que esse dado é real e ainda por cima, não se conforma em pagar por um imposto tão caro que claramente não é utilizado da forma que deveria.

Será que o imposto é realmente usado apenas para isso? Diferentemente do que muitas pessoas pensam por aí, o valor que é arrecado com o IPVA não é utilizado apenas para preservar as estradas.

O valor é divido entre o estado e o munícipio, e atualmente, não tem nenhum destino predefinido, ou seja, cabe ao prefeito e ao governo federal em decidir aonde o valor que foi arrecado com o IPVA pode ser utilizado visando melhorar os serviços públicos em geral.

Essa foram as dicas que eu tinha para você com relação ao IPVA. Eu espero que você tenha entendido, e que a partir de agora, você fique mais atento ao pagamento desse imposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *